A menina quer acariciar o cão de terapia, mas dizem-lhe que não. A mãe fica com raiva e ameaça ligar para a polícia

1.300

Os cães de terapia e cães-guia são animais muito especiais, que ajudam os seus donos a ter qualidade de vida. Sendo treinados para prever qualquer possível crise, tranquilizar os seus humanos em situações de ansiedade ou pânico e procurar ajuda em caso de queda ou acidente, estes cães são verdadeiros heróis que merecem todo o amor e respeito.

A missão deles é tão séria que distraí-los tentando acaricia-los pode colocar em risco a vida da pessoa de quem cuidam, mas infelizmente ainda há quem ignore isso, como a mulher deste vídeo.

Enquanto passeavam num centro comercial em Pittsburgh, na Pensilvânia, a filha dessa mulher quis brincar com um cão de terapia, mas a treinadora disse-lhe que não com firmeza.

Os cães encontravam-se naquele estabelecimento a fim de treinar num ambiente muito frequentado, e não era suposto serem abordados pelas pessoas.

Ao invés de pedir desculpas e ir embora, até porque estavam espalhados vários cartazes a pedir que não acariciassem os animais, a mãe da pequena começou a gritar que tinha sido maltratada pela treinadora.

Os chefes da associação ainda lhe tentaram explicar novamente as razões para não terem deixado que a pequena brincasse com os cães, mas foi em vão. A certo ponto, a mulher chegou a ameaça-los que ia chamar a polícia e denunciar a situação.

No final, a mulher acabou por abandonar o local, sem ação das autoridades. Esperamos que as pessoas comecem a perceber de uma vez por todas que, tal como nunca devem falar com um motorista no autocarro, também nunca devem distrair um cão de serviço.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais