Agora as garrafas de plástico velhas já podem ser recicladas, transformadas num novo tipo de asfalto que dura 10 vezes mais

4.345

Muitas pessoas conhecem os perigos do plástico, substância artificial inventada em 1907, que começou como uma maravilha moderna, transformando praticamente tudo nas nossas vidas.

Usamos plástico para armazenar os alimentos e fazer quase tudo, desde peças de computador a chupetas. Na verdade, alguns artigos não plásticos, como garrafas de refrigerante de vidro, são quase impossíveis de ser encontrados nas lojas atualmente.

Embora tenha avançado nossa sociedade e melhorado a nossa saúde no geral, atualmente o plástico está a dominar o mundo de todas as maneiras erradas. E a pior parte não é apenas o facto de o plástico estar a poluir o nosso planeta – é que leva muitos e muitos anos a decompor-se, o que faz dele um perigo para as plantas e a vida selvagem.

As pessoas tentaram resolver esse problema por conta própria, mas ficaram muito aquém. No entanto, isso pode mudar em breve, graças a uma empresa do Reino Unido, que descobriu uma forma engenhosa de reciclar garrafas de plástico velhas, melhorando as nossas estradas ao mesmo tempo! A MacRebur criou um método de transformar velhas garrafas de plástico em asfalto renovável, o que não só é uma ótima solução, como também muito mais duradoura que o asfalto tradicional.

Toby McCartney, CEO da MacRebur, estava a trabalhar no sul da Índia com uma instituição de caridade quando teve uma ideia. O trabalho era com homens da recolha do lixo, e parte do plástico que eles encontraram foi derretida e transformada em enchimento para buracos.

A nova tecnologia deu origem a um tipo avançado de asfalto que aumenta drasticamente a vida útil do material. Além disso, reduz a pegada de carbono, reduzindo também a quantidade de combustível fóssil usada no processo de fabrico.

Em suma, é uma mistura de resíduos de plástico granulado com uma fórmula de concreto asfáltico que normalmente é usado para fazer estradas, que é derretido a uma certa temperatura.

O tipo de plástico que eles usam é muito específico, e deve ser rotulado como lixo, para que nenhum plástico novo ou reciclado possa ser usado.

Algum plástico não pode ser usado, mas a maioria pode, o que inclui o mais difícil de reciclar: o plástico preto. Esta técnica não é apenas uma maneira eficaz de fabricar asfalto, mas também muito mais barata que a técnica antiga – afinal, utiliza resíduos que acabariam em aterros.

Quando aplicada no chão, parece asfalto comum, mas é muito mais flexível, e à medida que a estrada for sujeita a calor e frio, sofrerá muito menos danos elementares.

Para além disso, como é uma forma aprimorada de asfalto, dura pelo menos três vezes mais e é 60% mais forte, o que significa que os motoristas não terão de lidar com tantos buracos na estrada!

Não só podemos usá-lo nas estradas, como também para fazer entradas para automóveis, pistas de aeroportos e estacionamentos.

Esta tecnologia é vantajosa para os seres humanos e o planeta, e é tão bom saber que ainda temos opções viáveis ​​para ajudar a salvar nosso planeta. Nunca é tarde para começar.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais