Aos 85 anos, idoso inicia curso de psicologia com o objetivo de ajudar, sem retorno financeiro

617

Esta é a história de Albertino Rodrigues Pipa, um senhor de 85 anos, que é o mais recente caloiro da Universidade Tuiuti, em Curitiba.

Mesmo sabendo que só vai acabar o curso de Psicologia quando tive 90 anos, Albertino não perde a vontade, pois o seu objetivo é apenas um: ajudar pessoas.

“Eu aprecio muito a área da psicologia e espero ajudar muita gente. Não tenho nenhum fim económico, mas de muitas pessoas que atualmente têm algum tipo de transtorno psicológico, e quero ajudar, sem cobrar”, explicou o senhor.

Embora seja formado em advocacia originalmente, decidiu dedicar-se à Psicologia, e já se encontra matriculado no curso noturno, cujo primeiro semestre letivo começa já na segunda-feira, dia 17 de fevereiro.

“Acredito que os meus colegas vão ficar muito curiosos, já que alguns podiam ser meus netos. Imagino que será difícil de acompanhar, já que a capacidade de aprendizagem de alguém de 18 anos é maior, mas vou dedicar-me e pedir ajuda”, concluiu Albertino.

Que inspiração, PARTILHE!

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais