Estudante cria sem querer uma bateria recarregável que pode durar 400 anos

5.475

Recentemente, uma estudante de doutoramento da Universidade da Califórnia, chamada Mya Le Thai, fez uma descoberta revolucionária no mundo das baterias.

Sem querer, durante uma investigação em equipa sobre a utilização de nanofios para possíveis compatibilidades em baterias, Mya resolveu alterar o uso dos nanofios cobrindo-os com ouro em dióxido de manganês e um gel eletrólito… e acabou por descobrir uma bateria recarregável que pode durar até 400 anos!

“A Mya começou a testar dispositivos com essa bateria e ela nunca mais acabava. Foi então que começámos a perceber e ficámos realmente surpreendidos”, conta Reginald Penner, presidente do departamento de química da universidade de Mya.

A bateria de um portátil tem apenas 300 e 500 ciclos de carga apenas, enquanto a nano-bateria desenvolvida por Mya alcançou 200 mil ciclos em apenas 3 meses.

A descoberta desta jovem estudante é essencial, pois pode levar a um aumento significativo da duração média de uma bateria, sem que haja necessidade de estar constantemente a carrega-la. Para além de se conseguir assim uma vida útil muito mais prolongada, ainda se evita o fenómeno do vício.

“Em suma, pode haver uma maneira muito simples de estabilizar os nanofios do tipo que estudamos, e se isso for realmente desenvolvido, seria um grande avanço para a comunidade”, concluiu Reginald.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais