Bombas de sementes para reflorestar o planeta

5.281

Hoje vamos dar-lhe a conhecer um conceito incrível: bombas de sementes para reflorestar o mundo – as únicas bombas que deviam existir.

Segundo o líder empreendedor da empresa americana Lockheed Martin Aerospace, o bombardeamento de sementes para quase 1 milhão de árvores jovens poderia acontecer num só dia, a metade do custo das práticas atuais com trabalho manual.

Os aviões anteriormente utilizados para fins de guerra, teriam um objetivo mais positivo, que é a preservação do nosso planeta. Atualmente, existem 2.500 modelos de aviões C-130 em 70 países, à espera da oportunidade de voar, que seriam muito melhor aproveitados para lançar sementes em vez de bombas.

A Lockheed Martin Aerospace calculou que têm capacidade de lançar cerca de 3.000 bombas de sementes por minuto, o que corresponde a uma plantação de 900.000 árvores num único dia.

As bombas de sementes foram construídas em plástico biodegradável e projetadas para ser enterradas no solo numa profundidade adequada, como que plantadas de forma manual.

O seu solo artificial dá alimento e humidade às sementes, até estas se transformarem em plantas suficientemente fortes para se autossustentarem. Logo, conforme a semente amadurece, a cápsula vai derretendo, e é assim que nasce uma nova árvore.

Esta iniciativa única pode ser muito eficaz no combate ao aquecimento global, pois possibilita um reflorestamento em massa, isto é, a criação de florestas que absorvem grande parte do dióxido de carbono que o Homem produz.

Até agora, alguns locais já se disponibilizarem para experimentar o novo método, tais como o deserto do Sinai no Egito, as regiões da Floresta Negra derrubadas durante a Guerra Fria na Alemanha, o norte da África, o Canadá, a Austrália e os EUA.

Esperamos que cada vez mais países apostem neste tipo de iniciativas sustentáveis.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais