Bombeiro repara em criança não verbal e surpreende todos ao falar a sua língua

937

As pessoas com deficiência tendem sentir-se vulneráveis ​​e excluídas, especialmente em ambientes em que as suas necessidades não são atendidas adequadamente e onde as pessoas têm um entendimento limitado da sua condição. O bombeiro Mike Rheault tem total consciência disso, e é por isso que quando encontrou uma criança não verbal durante o serviço, soube exatamente o que fazer.

Recentemente, o tenente Rheault e a sua equipe do Corpo de Bombeiros de Manchester foram até um prédio para investigar os alarmes de incêndio, que estavam a disparar em três andares da estrutura.

O jovem curioso Tegan McCall estava parado à porta do seu apartamento, a observar os bombeiros que corriam os corredores nos seus uniformes volumosos.

Tegan tem paralisia cerebral e é uma criança não verbal, mas isso não impediu o tenente Rheault de o compreender.

“Ele olhou para mim como se quisesse dizer algo, mas não conseguia falar”, lembra Rheault, que seguidamente fez algo que Tegan não esperava.

Sem ninguém o poder prever, Rhealt começou a comunicar facilmente com Tegan através da língua gestual!

Aparentemente, o tenente Rheault cresceu em uma casa com dois pais que eram surdos, então aquela foi a sua primeira língua e percebeu imediatamente que Tegan estava a ler os lábios enquanto os observava no trabalho.

Antes de terminar a conversa, o tenente Rheault ensinou a Tegan mais uma palavra em língua gestual: bombeiro. Ele mostrou ao jovem como se faz, batendo com as costas da mão na testa, e o rosto de Tegan iluminou-se!

No final, o tenente Rheault ergueu a mão para um high-five, ao qual o jovem respondeu com entusiasmo. Claramente, ambos estavam muito felizes por se terem conhecido.

A mãe de Tegan, Amy, testemunhou a interação entre o bombeiro e o filho e captou a cena comovente em vídeo. Ela diz que Tegan ficou muito feliz com a breve conversa que teve com o bombeiro.

“Aquilo fez-me chorar depois de voltar para dentro. O Tegan ficou emocionado”, disse Amy, que partilhou o vídeo no Twitter, agradecendo ao Corpo de Bombeiros de Manchester e ao tenente Rheault em particular.

O tenente também deu a Tegan um chapéu de chefe de bombeiros antes de sair, que o jovem tem usado frequentemente desde que conheceu o bombeiro. O vídeo tornou-se viral, e Amy espera que inspire outras pessoas a comunicar com crianças diferentes ou não verbais.

“Converse com todas as crianças. Se vir uma criança no parque que pareça diferente, que esteja numa cadeira de rodas ou não seja verbal, converse com elas. Elas só querem ser suas amigas”, acrescentou Amy.

As pessoas com deficiência não querem nada além de aceitação e respeito, e foi exatamente isso que o tenente Rheault mostrou a Tegan. Para a maioria de nós, o que aconteceu entre eles não foi nada de especial, pois tratou-se apenas uma conversa comum, mas para uma assim, interações tão simples quanto essa têm um enorme significado.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais