Coisas incríveis acontecem ao nosso corpo quando não bebemos álcool durante 28 dias

6.574

Infelizmente, muitas pessoas têm o hábito de sair à noite e beber álcool, um veneno que prejudica bastante o organismo.

Desfrutar de um ou dois copos de vez em quando é bom, mas o consumo excessivo de álcool pode comprometer seriamente a saúde. De seguida, deixamos as várias áreas do corpo afetadas e as consequências que beber álcool em excesso pode ter em cada uma:

  • Fígado: este pode ficar inflamado, com cicatrizes e cirrose, além de hepatite alcoólica, doença hepática gordurosa ou cancro.
  • Sistema nervoso central: pode sofrer sintomas semelhantes a demência, perda de memória, desmaio, depressão, etc.
  • Sistema circulatório: pode causar pressão alta, batimentos cardíacos irregulares, problemas para bombear sangue pelo corpo, coágulos sanguíneos, derrame, cardiomiopatia, ataque cardíaco, outras doenças cardíacas e dificuldade respiratória.
  • Sistema digestivo: pode inflamar o revestimento do estômago, causando indigestão ou náuseas, para além de aumentar o risco de úlceras, azia crónica e gastrite.
  • Pâncreas: este pode ficar inflamado e com pancreatite.
  • Esqueleto e músculos: osteoporose e osteoartrite, associado a um risco aumentado de fraturas ósseas e músculos fracos.
  • Sistema imunitário: diminui as defesas naturais do sistema imunitário e propenso a doenças contagiosas, incluindo pneumonia ou tuberculose.
  • Saúde reprodutiva: pode causar problemas reprodutivos, desde disfunção erétil a menstruação irregular, infertilidade, parto prematuro, aborto espontâneo, natimorto ou ter um filho com síndrome alcoólica fetal (SAF).

De acordo com um estudo recente, um trabalhador médio bebe 9,5 litros de álcool por ano, e esse número aumenta no caso de pessoas que bebem quando saem com amigos ou após um dia stressante no trabalho.

Por outro lado, as pessoas que ficam longe do álcool aparentemente desfrutam de vários benefícios. Um grupo de voluntários desistiu de beber álcool durante 28 dias e documentou os efeitos da sua experiência. Primeiro de tudo, a sua aparência física mudou, e depois, aqui fica a descrição do processo:

Semana 1: aumento do apetite e do desejo por açúcar

Ao beber, muitas pessoas sentem a necessidade de muita comida, especialmente à noite. Se você não beber álcool, o seu apetite aumentará inicialmente e sentirá desejos de açúcar, mas isso tem tendência a passar após um mês. Além disso, os voluntários tiveram uma queda nos níveis de açúcar no sangue, dormiram mal e sofreram dores de cabeça.

Semana 2: Melhor sono e saúde geral

Durante a segunda semana, as coisas melhoraram para os voluntários. O sono melhorou, pareciam mais saudáveis ​​e as olheiras ao redor dos olhos desapareceram. Além disso, o olfato e o paladar também melhoraram, assim como o sistema urinário. A menor produção de saliva também fortaleceu o esmalte dos dentes e reduziu o risco de cáries.

Semana 3: Melhoria da saúde geral

O fígado humano recupera dentro de três semanas, por isso a a tez da pele dos voluntários melhorou, as suas rugas foram desvanecendo à medida que a circulação foi melhorando e a sua digestão também melhorou.

Semana 4: Menor risco de doença cardiovascular, alta confiança e melhor estado mental

Alguns voluntários perderam 10 kg, e com isso o risco de doenças cardiovasculares foi reduzido, assim como a pressão arterial, que antes estava elevada. Por fim, também se sentiram mais confiantes e o seu cérebro começou a trabalhar com mais eficiência.

Segundo uma investigação de 2018 conduzida pelo Royal Free Hospital, divulgada no British Medical Journal, deixar o álcool durante um mês traz os seguintes benefícios:

  • Reduz a pressão arterial e os níveis de colesterol
  • Perda de peso
  • Melhora o sono
  • Reduz o risco de doenças
  • Diminui os níveis de proteína no sangue (proteção contra o cancro)
  • Economiza muito dinheiro

Portanto, os benefícios que se sente após deixar de beber são numerosos e justificam que pense seriamente nisso.

Segundo especialistas do alcoholchange.org, são necessárias três semanas para quebrar um hábito, portanto, se se comprometer a não beber durante um mês, as mudanças poderão mesmo ser definitivas.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais