Deixa a porta aberta de noite e acaba por encontrar um cão na sala: no fim, decide adotá-lo

5.462

Certo dia, por volta das 4 horas da manhã, a mulher de Jack Jokinen acordou-o. Isso não o surpreendeu, pois tinham sido pais há cerca de 1 mês, e já tinha começado a habituar-se a levantar-se a meio da noite.

Porém, ficou em choque quando a esposa lhe disse: “não te preocupes, o bebé está bem… mas temos um cão dentro de casa”.

Ele tinha fechado todas as portas e janelas de casa… como era possível que um cão tivesse conseguido entrar em casa deles?

Mas era verdade: estava uma pequena e linda labrador cor de mel na sala de estar. Então, Jack foi logo investigar os sítios por onde o animal podia ter entrado, mas não encontrou nada.

Tudo tinha sido fechado, até porque estava um grande temporal. De repente, Jack pensou em verificar a câmara de vigilância na entrada, e finalmente conseguiu solucionar o mistério.

Nas gravações, é possível ver Jack voltar para casa após a sua caminhada noturna com George, o seu cão.

Jack não fechou corretamente a porta, e durante a noite a tempestade e o vento abriram-na, deixando entrar Suzy, como o casal a batizou, por volta das 3h15 da madrugada.

Passado meia hora, uma pessoa que passou pela casa apercebeu-se que a porta estava aberta, e após verificar se estava tudo em ordem, fez questão de a fechar antes de continuar a sua caminhada.

Se não fosse esse desconhecido, Jack e a sua mulher não só teriam passado a noite toda com a porta da frente aberta, como seria provável que Suzy não tivesse ficado.

O casal secou e aqueceu a pobre cadelinha, fazendo tudo ao seu alcance para a deixar mais confortável, e no dia a seguir contactaram o controlo de animais.

Porém, sentiram que não era o melhor para Suzy ir embora. Afinal, ela estava em muito mau estado: andava apenas com uma perna, os dentes estavam danificados e não possuía coleira.

Então, ao invés de a deixar no abrigo, levaram-na ao veterinário, que os deixou em choque ao informar que a “pequena” tinha, na verdade, 9 anos de idade.

No fim, o casal resolveu adotar Suzy. “Decidimos que, de todas as coisas más que podiam ter acontecido ao deixar a porta da frente aberta à noite no meio do inverno numa cidade grande, encontrar um cãozinho doce na sala de estar certamente não é o pior. Até pelo contrário. Quisemos dar-lhe uma oportunidade”, disse Jack.

Após publicar a história online, o casal recebeu um contributo US $ 15.000 de muitas pessoas que ficaram emocionadas e quiseram ajudar com as despesas médicas. Para além disso, ainda encontraram o homem que tinha fechado a porta da frente da sua casa naquela noite especial.

Atualmente, Suzy encontra-se em segurança e a recuperar, com a nova família que a adora e lhe dará todos os cuidados.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais