Desafio para combater a poluição por pontas de cigarro torna-se viral nas redes sociais

583

Para além de ser extremamente prejudicial ao corpo humano, o tabaco é, juntamente com o plástico, o maior responsável pela poluição.

O tabaco provoca muitas doenças, como hipertensão arterial, enfarte, bronquite crónica, enfisema pulmonar, cancro do pulmão, da boca e da laringe, entre outras.

Mas o que muitos não sabem é que para além de um perigo para aos humanos, o tabaco representa também uma grande ameaça para a vida animal.

Segundo a Ocean Conservancy, patrocinadora anual de limpeza de praias, foram colhidos em 32 anos mais de 60 milhões de beatas dos mares, o que coloca o tabaco em primeiro lugar na lista de responsáveis pela poluição oceânica, mesmo acima do plástico.

Atualmente, as beatas correspondem a 1/3 dos materiais retirados do fundo do mar, sendo que foram encontrados resíduos de cigarros em 70% e 30% das aves e tartarugas marinhas, respetivamente.

Mas os animais marinhos não são os únicos a sofrer com isto – muitos outros têm sido vistos a alimentar-se de beatas por engano, vindo a falecer mais tarde.

Infelizmente, os animais são as maiores vítimas deste negócio humano, que até mesmo às pessoas faz tanto mal.

Thomas Novontny, fundador do Projeto de Poluição dos Beatas de Cigarro, revelou que são produzidos aproximadamente 5,5 triliões de cigarros anualmente, e que levam mais de 25 anos a decompor-se por completo.

A pensar nisso, foi lançado nas redes sociais um desafio que motiva todos nós a apanhar lixo perto do nosso local de residência e a fotografar o antes e o depois para mostrar a diferença.

Este desafio tem inspirado pessoas por todo o mundo, e agora há uma versão que consiste em apanhar beatas do chão e colocá-las dentro de garrafas de plástico, criada pelo jovem francês Jason Prince.

Quando Jason reparou em como as ruas da sua cidade estavam repletas de beatas, resolveu começar a apanhá-las para colocar numa garrafa de plástico, e ficou em choque ao constatar que em apenas 20 minutos e poucos metros tinha conseguido enchê-la.

Após publicar a fotografia no Twitter, a amiga Amel Talha resolveu partilhá-la com a hashtag #FillTheBottle (“encha a garrafa”) e desafiou os amigos a fazer o mesmo.

Em pouco tempo, a hashtag tornou-se viral, e a própria Nimali Samarasinha, do Conselho Europeu de Informação Alimentar publicou na sua conta do Twitter o resultado da sua recolha.

Até agora, milhares de pessoas e instituições já saíram às ruas para fazer a sua parte na luta contra a poluição.

E você, aceita o desafio?

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais