Elimine as cataratas sem cirurgia

1.639

A catarata é a principal causa de cegueira por todo o mundo, resultante de uma opacificação crescente da lente nos nossos olhos, que costuma ser tratada através de uma cirurgia ocular.

Porém, uma equipa de cientistas norte-americanos descobriram um novo fármaco que consegue dissolver a catarata ao ser aplicado nos nossos olhos por meio de um conta-gotas.

Por norma, a cirurgia às cataratas é muito cara e dolorosa, por isso esta notícia é muito positiva. Embora esta alternativa não tenha ainda sido testada em seres humanos, cientistas da Universidade da Califórnia, em San Diego, acreditam que o fármaco possa tornar o tratamento das cataratas mais simples e acessível.

A causa mais comum das cataratas é o envelhecimento, contudo também podem aparecer devido a lesões ou genética.

Na sua investigação, os cientistas estudaram duas famílias cujos filhos nasceram com cataratas congénitas, e descobriram que esse género de cataratas é provocada por uma mutação no gene responsável por produzir uma molécula chamada lanosterol. No seu estado normal, o lanosterol impede as proteínas causadoras das cataratas de se acumularem, logo o problema não se manifesta.

Então, desenvolveram um colírio com altos níveis de lanosterol e testaram-no de três formas diferentes. A primeira foi numa lente ocular humana, em laboratório – a catarata diminuiu. De seguida, aplicaram o colírio nos olhos de coelhos, e os resultados, em apenas 6 dias, foram fantásticos. Finalmente, testaram o colírio nos olhos de cães com cataratas congénitas, conseguindo reduzir bastante o problema, e em muitos casos até curá-lo por completo.

Segundo o National Eye Institute dos EUA, mais de metade dos cidadãos sofrem de cataratas ou já foram submetidos a uma cirurgia ocular até aos 80 anos.

Apesar de ser cara e dolorosa, a cirurgia ocular é eficiente e segura, mas só é acessível nos países mais desenvolvimentos, e naturalmente as cataratas não escolhem nacionalidades nem posses financeiras. Muitas vezes, quando as pessoas residentes em países subdesenvolvidos desenvolvem cataratas, acabam por ficar parcial ou totalmente cegas.

A Fundação Fred Hollows revelou que mais de 30 milhões de pessoas são cegas, e 90% delas reside nos países mais desfavorecidos, pelo que o desenvolvimento do colírio é urgente.

A fase seguinte do colírio é o teste em ser humanos, e estima-se que possa vir a estar disponível no mercado daqui a aproximadamente 5 anos.

PARTILHE!

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais