Enfermeira aposentada cria asilo para cães e garante que os seus últimos dias são os melhores

532

Nicola Harris, uma enfermeira aposentada do Reino Unido com 2 filhos, passou a vida inteira a cuidar de outras pessoas. Agora que deixou de trabalhar, está a embarcar num novo projeto, desta vez em benefício daqueles que não conseguem falar – neste caso, cães.

Todos os cães merecem uma vida feliz, principalmente aqueles que já estão velhotes. Os seus últimos dias neste mundo devem ser passados a receber todo o amor e atenção que deveriam ter dos seus donos. Infelizmente, a realidade é que nem todos os cães têm isso.

Muitos cães idosos passam os seus últimos dias em abrigos de animais, depois de serem abandonados pelas pessoas em quem mais confiam – e Nicola Harris tem como missão mudar isso.

A enfermeira aposentada dedica o seu tempo a cuidar de cães em estado terminal e abandonados, em nome da Grey Myzzle Canine Hospice Project (Projeto Hospício Canino Focinho Grisalho), na sua residência em Mansfield, Nottinghamshire.

Nicola acolhe apenas cães de abrigos com apenas 6 meses ou menos de vida, levando dois cães de cada vez. Alguns passam meses em sua casa, enquanto outros sobrevivem apenas algumas semanas.

“O máximo de tempo que eu tive um foi durante um ano, o mínimo foi duas semanas. É tão gratificante quando podemos tornar os seus últimos momentos especiais. Não sei quando são os aniversários deles, então fazemos uma festa de aniversário para todos eles”, disse Nicola.

Não importa quão curto seja o seu tempo, Nicola tem uma lista de atividades divertidas para todos os seus residentes peludos, e gasta $ 500, ou pouco mais de $ 600, em cada animal.

Nicola costumava arcar com todas as despesas quando estava no início, mas agora aceita doações para continuar a sua missão. Uma parte dos fundos arrecadados é destinada às despesas médicas e alimentares, e o restante para ajudar os cães a aproveitar ao máximo os seus dias finais.

Isso inclui abraços na praia, gelados no McDonald’s, passeios em carrinhos de criança… e até mesmo ir ao baile como par de Olivia, a da filha de Nicola, de 16 anos.

Quando chega a hora dos cães atravessarem a ponte do arco-íris, Nicola faz o crematório e enterra os seus restos mortais num espaço especial perto de sua casa. Naturalmente, a experiência é sempre de partir o coração, e é por isso que Nicola costuma tirar algum tempo para se mentalizar antes de receber novos cães.

Apesar de cada perda ser pesada, Nicola e outros que se voluntariam para ajudar estes cães não têm intenção de abandonar a sua missão.

“Pode ser um trabalho que traz muita tristeza, mas alguém tem que fazê-lo. Sou uma completa amante dos animais e simplesmente não consigo pensar neles a passar os seus últimos dias, semanas ou meses sem o amor que merecem”, explica.

Se quiser contribuir para a causa de Nicola, pode fazê-lo através do seguinte link: https://www.paypal.com/paypalme2/thegreymuzzlehospice?fbclid=IwAR1svhCIek30Xxic2TjpVrJxO-gsAXNuJWKpdZSQsIp5TaTcWNtCbtHzJQs .

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais