Este homem gastou $4000 em estátua gigante para mostrar o dedo do meio à sua cidade inteira

3.073

Você acha que vale a pena gastar US $4000 numa estátua que mostre a toda a cidade o dedo do meio? Bom, pelos Ted Pelkey, ​​de Westford, Vermont, acha que sim.

A sua própria mão, de tamanho normal, não estava a ser o mais eficaz, então ele encomendou uma estátua gigantesca, que foi erguida sobre os moradores como uma versão desanimadora do Cristo Rei ou da Estátua da Liberdade.

A sua decisão ocorreu depois da sua grande luta para obter permissão para construir uma garagem. “Temos tentado colocar uma empresa lá nos últimos 10 anos. É um processo simplesmente interminável. Eles estão a lixar-nos bem”, disse.

Há 10 anos, ele quis construir uma garagem de 740m2, para poder transferir os seus negócios de reparação de camiões e reciclagem de peças para a sua própria propriedade, em vez de trabalhar na cidade vizinha de Swanton.

No entanto, as autoridades responsáveis impediram-no de obter uma autorização, vezes e vezes sem conta.

As autoridades da cidade discutiram longamente o projeto, e um membro do conselho alegou que “esse desenvolvimento, conforme proposto, fará com que os vizinhos sofram e reduzam os valores das propriedades na área”.

Devido à sua amarga disputa com Westford, Ted expôs uma estátua gigante de um dedo do meio para que todos pudessem ver e refletir sobre as pessoas que estão a administrar a sua cidade, a quem o mesmo é destinado.

A estátua feita de pinho pesa 320kg custou-lhe US $ 4000, e encontra-se no topo de um poste de 5 metros de altura.

“Fui enganado por estas pessoas e simplesmente não está certo. Não fui tratado com respeito. Um dia, estava sentado em um bar e disse à minha esposa: quero uma estátua do dedo do meio para colocar no relvado”, conta.

A estátua está cercada por holofotes, para que seja visível em todos os momentos do dia e da noite.

Ele pensou que as autoridades da cidade o forçariam a derrubá-la, mas aparentemente não podem. Westford proibiu outdoors, mas como a estátua gigante não é um negócio de publicidade, logo está protegida pela liberdade de expressão e pertence à categoria de arte pública. Segundo o proprietário, essa foi coisa mais maravilhosa que já lhe disseram na vida.

Ele explicou que a estátua não é dedicada aos moradores da cidade:

“Foi fundamental para mim garantir que os meus vizinhos e as pessoas que moram nesta cidade entendessem que o dedo do meio não é para eles. Destina-se diretamente às pessoas da nossa prefeitura. Não estou a tentar causar ódio nem animosidade, até porque há muito boas pessoas na cidade.”

Ele não planeia retirar a estátua em breve, e até espera que algo de bom venha dela. Nas redes sociais, muitos comentaram a estátua e, enquanto algumas afirmam que se trata de uma brincadeira de mau gosto, outras consideram-na uma valiosa forma de protesto.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais