Fazer sestas diurnas aumenta a saúde do coração e do cérebro e reduz o stress

3.227

Hoje em dia, vivemos numa sociedade em constante movimento e a um ritmo alucinante, que nos impede muitas vezes de manter o sono em dia. Consequentemente, andamos sempre cansados e sem forças para as tarefas do nosso quotidiano.

Mas sabia que uma sesta durante o dia pode ser o segredo para mais energia, boa disposição, maior capacidade de resolução de problemas e melhor memória?

As sestas diurnas ajudam a melhorar o humor a rapidez de reação e raciocínio lógico, e são um ótimo hábito para quem quer cuidar da saúde do coração, controlar o peso, regular a pressão arterial, aliviar o stress e aumentar a concentração.

Segundo a National Sleep Foundation, as sestas podem ser divididas em três categorias distintas:

  • Sesta planeada

É a sesta que fazemos antes de começar a sentir sono – este método pode ser utilizado para evitar o cansaço, ou quando sabemos que vamos precisar de ficar acordados durante mais tempo que o habitual.

  • Sesta de emergência

Esta sesta ajuda quando estamos com dificuldades de concentração e má disposição, e é especialmente benéfica para quem conduz muito ou utiliza ferramentas pesadas e potencialmente perigosas no trabalho.

  • Sesta habitual

É a sesta que uma pessoa faz diariamente, sempre à mesma hora, como no caso das crianças pequenas à tarde e alguns adultos depois do almoço.

Segundo um estudo, os homens adultos que têm por hábito fazer uma sesta à tarde pelo menos 3 vezes por semana têm 37% menos de probabilidades de morrer devido a problemas cardíacos do que pessoas que nunca fazem uma sesta.

A sesta da tarde é uma tradição em muitos países, e a verdade é que em todos eles a taxa de ataques cardíacos é reduzida.

Nos EUA e no Reino Unido, as sestas não são recomendadas, e são os países em que as doenças cardíacas são as principais causadoras de morte.

Fazer a sesta tem apresenta ainda benefícios a nível psicológico, pois trata-se de um momento agradável que estimula o rejuvenescimento, em que conseguimos relaxar a mente e o corpo.

Em 1995, a NASA analisou os efeitos da sesta em 747 pilotos, sendo que uma parte foi autorizada a fazer sestas de 40 minutos por dia. A conclusão foi que o grupo de pilotos que pôde dormir um pouco durante o dia revelou uma melhoria na vigilância de 16% no tempo médio de reação, para 34% em lapsos comparativamente com o grupo que não teve direito a sesta.

De acordo com outro estudo, de 2008, a sesta é mais eficaz que a cafeína no que toca à melhoria das habilidades motoras, memória verbal e aprendizagem percetiva.

Toda a sesta tem benefícios, mas estes variam consoante a sua duração:

  • Sesta de 20 minutos

Melhora a memória, o estado de alerta mental e a habilidade motora.

  • Sesta de 20 a 30 minutos

Aumenta a criatividade e a memória.

  • Sesta de 30 a 60 minutos

Aumenta as capacidades de tomada de decisão e a memória.

  • Sesta de 60 a 90 minutos

É a sesta mais benéfica, porque assegura o sono REM, que ajuda a “reiniciar” o cérebro e melhora a capacidade de resolução de problemas.

Embora todos possamos beneficiar de fazer a sesta, no caso de sofrer de algum distúrbio do sono, como insónias e outros, pode não ser recomendado fazê-lo diariamente.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais