Quando o livro da minha vida se fechar, os meus filhos terão sido o capítulo mais bonito

537

Hoje, deixamos-lhe uma linda carta emocionante de uma mãe para os seus filhos, com que muitos pais certamente se irão identificar:

“Quando não houver mais jogos de futebol no meio da sala de estar.

Quando não houver mais brinquedos espalhados em cada canto.

Quando não precisar mais de limpar o chocolate do rosto dos meus filhos.

Quando eles escolherem a própria salada em vez de batatas fritas.

Quando eu puder voltar a assistir aos meus programas de televisão e não apenas desenhos animados.

Quando o meu bebé não fingir ser um gatinho que mia em toda a casa.

Quando o meu filho já não tiver medo dos monstros da televisão.

Quando o meu filho deixar de cantar a mesma música 20 vezes seguidas.

Quando o meu filho não me pedir mais para preparar o seu pequeno-almoço favorito.

Quando eu não ouvir ninguém a chamar “mãe” a cada cinco minutos.

Quando o meu marido e eu finalmente tivermos algum espaço para nós mesmos.

Quando o meu marido e eu pudermos sair para jantar, e realmente jantarmos.

Quando eles já não quiserem dormir abraçados a mim.

Quando não for preciso vesti-los e penteá-los.

Quando os meus filhos começarem a preferir outra companhia em vez da minha.

Quando eles não quiserem sair comigo e me deixarem de lado.

Quando a vida deles não girar em torno da minha e da do pai.

Quando tudo isso acontecer, saberei que os meus filhos não deixarão de ser meus, só que já não serão os meus bebés. Serão grandes.

Quando tudo isso acontecer, quero que sejam pessoas completas e felizes, quero que sintam sempre que a sua mãe e o seu pai as amam imensamente, como sempre.

Eu quero que eles estejam ao lado de alguém que os trate com todo o respeito que merecem, e com todo o amor que sempre lhes foi dado.

Eu quero que eles amem sem se poupar, eu quero que eles se entreguem a pessoas que realmente os amem de volta.

Eu quero que não tenham medo de ser o que eles querem, do que o mundo poderá dizer ou pensar deles, porque em casa eles sempre foram amados e aceites por quem são.

Eu quero que eles se lembrem dos seus pais felizes, uma mãe e um pai que riram com eles e partilharam as brincadeiras de crianças.

Eu quero que eles se lembrem de todos os abraços e beijos que receberam, todas as histórias que lhes foram contadas e todas as aventuras loucas que ouvimos deles.

Eu quero que eles se lembrem dos pais, que quando cometeram erros, também souberam pedir desculpas.

Eu quero que os seus corações sejam tão cheios do amor que receberam que quando forem pais, essa será a única maneira de criar os seus filhos.

Quando tudo isso acontecer, saberei que a missão mais importante da minha vida, a de ser mãe, terá sido bem feita.

Quando tudo isso acontecer, saberei que posso deixar esse mundo, porque o terei mudado através das pessoas que mais amo, os meus filhos.”

PARTILHE!

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais