Gritar com as crianças não resolve: veja estas 5 maneiras de manter a calma

785

É impossível filtrar absolutamente tudo aquilo que dizemos, mas é importante fazermos um exercício de autocontrolo, principalmente quando estamos perto de crianças.

As crianças são como esponjas, que absorvem todos os comportamentos à sua volta, por isso é preciso ter cuidado com aquilo que fazemos e dizemos na presença delas.

Devemos evitar críticas destrutivas, comentários negativos e palavrões, porque nada escapa aos ouvidos das crianças, e muitas vezes elas acabam por repetir aquilo que ouvem, o que pode impactar negativamente a formação da sua personalidade.

Gritar com os filhos, nomeadamente, é algo que os pais devem evitar ao máximo fazer. Não é fácil ser pai e ter sempre uma postura correta, principalmente quando as crianças estão a ser particularmente difíceis e a fazer birra, mas aqui ficam algumas dicas para manter a calma nesses momentos:

  • Falar devagar

Falar a gritar não transmite qualquer informação útil à criança, contribuindo apenas para aumentar o stress. Gritar pode libertar alguma frustração momentânea, mas não resolve nada e é nocivo para as crianças. Em vez disso, os pais devem tentar explicar-se de forma clara e pausada, para ser possível aos filhos acompanhá-los e compreender o que lhes é dito.

  • Ter algo para apertar

Procure ter por perto um objeto que possa agarrar e apertar para libertar alguma tensão que esteja a sentir e ajudar a acalmar para não acabar por gritar.

  • Respirar fundo

Esta pode ser uma dica muito conhecida, mas ainda assim não é praticada o suficiente pela maioria das pessoas. Tente sempre lembrar-se de fechar os olhos e respirar fundo quando sentir vontade de gritar.

  • Sair do local

Se sentir que está prestes a descontrolar-se e gritar, seria mais benéfico retirar-se do local e regressar quando estiver mais calmo, tendo então uma conversa calma e construtiva com a criança.

  • Ignorar o julgamento dos outros

Muitas vezes, os pais sentem-se envergonhados com o comportamento das crianças em público, e têm tendência a reprimi-las e ser mais bruscos com elas. Por isso, é importante ter em mente que é normal e até saudável que as crianças falem e riam alto, pulem e corram. Se de facto os seus filhos não estiverem a passar dos limites do normal, tente ignorar os olhares alheios e aproveite os momentos junto das crianças.

PARTILHE!

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais