Médicos na Itália conseguem isolar o Coronavírus

3.683

Segundo o Ministro da Saúde de Itália, Roberto Speranza, os médicos do hospital Lazzaro Spallanzani, em Roma, conseguiram isolar o coronavírus.

“Isolámos o vírus e isso significa que teremos oportunidade de estudá-lo, entender e verificar melhor o que poe ser feito para impedir a sua disseminação”, explicou, acrescentando que a descoberta vai ser partilhada com o resto do mundo.

No dia 30 de janeiro, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o novo coronavírus como uma emergência de saúde pública digna de atenção a nível internacional, pelo que têm sido feitos grandes esforços para combater a doença por todo o mundo.

“Devemos lembrar que são pessoas, não números. Mais importante do que a declaração de uma emergência de saúde pública são as recomendações do comité para impedir a propagação do vírus”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.

Com o nome de 2019-nCoV, o coronavírus está a espalhar-se rapidamente, embora seja bem menos fatal do que o da SARS e o H1N1. A SARS provocou um surto na China entre o ano 2002 e 2003, tendo tirado a vida a 916 pessoas e contaminado 8.422.

Ambas as infeções são causadas por vírus da família coronavírus, e têm este nome por causa do seu formado de coroa.

Até agora, a China já teve mais de 14 mil casos de coronavírus, e já existem alguns casos pela Europa.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais