Na China, estão gradualmente a reabrir os “mercados húmidos”. Nas bancas, continuam à vida serpentes e morcegos

3.746

Mesmo com quase todo o mundo parado por causa do novo Coronavírus, na China as pessoas têm aos poucos retomado a vida normal, tanto que foram reabertos, em Guilin, no sudoeste da China, os mercados húmidos onde vendem animais como cães, gatos, morcegos, pangolins, coelhos, patos, serpentes, etc.

É importante lembrar que o Covid-19 iniciou-se no mercado húmido de Wuhan, na China, tendo-se propagado rapidamente deste então. Pensa-se que o vírus tenha origem animal, mais concretamente de morcegos e pangolins.

Infelizmente, nos mercados húmidos da China é comum ver-se gaiolas cheias de animais vivos, sem nenhuma higiene.

“Todos aqui acreditam que a epidemia acabou e que não há com o que se preocuparem. Agora, o problema são os outros países. Os mercados voltaram a funcionar exatamente como antes do Coronavírus. A única diferença é que a segurança tenta impedir que as pessoas tirem fotografias”, disse um residente.

Pelos vistos, o vírus esmoreceu na China, mas os velhos hábitos estão longe de desaparecer.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais