O que é, sintomas e transmissão da doença do pombo

1.153

Os pombos são aves que, muitas vezes, vivem em grandes cidades e são transmissores de doenças. Muitos consideram-nos até uma praga urbana, mas maior parte não tem noção dos riscos que eles representam.

Recentemente, surgiram no Brasil casos de uma doença chamada criptococose, ou doença do pombo.

A criptococose é transmitida quando a pessoa inala esporos de fungos presentes nas fezes de aves, sendo os pombos os principais transmissores. Estes fungos chamam-se Cryptococcus neoformans ou Cryptococcus gatti, e afetam o sistema respiratório e o sistema nervoso central.

Depois da inalação dos esporos destes fungos, surgem complicações. A pessoa infetada pode mesmo desenvolver meningite, pneumonia e disfunções cerebrais. De seguida, deixamos alguns dos sintomas mais comuns da doença:

  • Dor de cabeça
  • Tosse com sangue ou muco
  • Febre alta
  • Náuseas
  • Fraqueza
  • Sensibilidade à luz

Quando a parte cerebral é afetada, podem surgir ainda outros sintomas, como:

  • Diminuição da consciência
  • Cegueira
  • Surdez
  • Convulsões

Se não for tratada rapidamente, esta doença pode ser fatal. Costuma afetar pessoas com baixa imunidade e doenças crónicas, e o seu índice de mortalidade é de 70%.

É curável se o paciente for levado ao hospital logo que os sintomas começarem. Caso contrário, os fungos podem acabar por atingir a medula e levar a pessoa à morte.

O tratamento é feito com acompanhamento médico e antofericina B, fluconazol e itraconazol, consoante os casos. Alguns pacientes necessitam de internamento, e a cura pode levar algumas semanas.

Para além da doença do pombo, estas aves também podem transmitir doenças como a psitacose, que afeta os pulmões, a salmonelose, que afeta o intestino, e a histoplasmose, que causa infeções.

Em grande parte das cidades, a presença de pombos é constante, e a única forma de evitar o contágio é diminuir a sua população em locais com grande concentração de pessoas, consciencializando-as para pararem de deixar lixo na rua e de alimentar as aves.

PARTILHE!

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais