Pais: atenção para não fazerem estas 5 coisas à frente de crianças

8.911

É impossível filtrarmos absolutamente tudo aquilo que dizemos, mas é importante fazermos um exercício de autocontrolo, principalmente quando estamos perto de crianças.

As crianças são como esponjas, que absorvem todos os comportamentos à sua volta, por isso é preciso ter cuidado com aquilo que fazemos e dizemos na presença delas.

Devemos evitar críticas destrutivas, comentários negativos e palavrões, porque nada escapa aos ouvidos das crianças, e muitas vezes elas acabam por repetir aquilo que ouvem, o que pode impactar negativamente a formação da sua personalidade.

De seguida, deixamos 5 coisas a evitar fazer na presença de crianças:

  • Falar sobre elas como se não estivessem lá

As crianças percebem quando você está a falar sobre elas, e se o fizer como se elas não estivessem lá, podem entender as coisas de forma distorcida. O melhor a fazer é falar diretamente com elas, para não correr o risco de interpretarem mal as palavras e que isso as afete futuramente.

  • Discutir

Ver pessoas a discutir, principalmente os próprios pais, destabiliza bastante as crianças e fá-las desenvolver sentimentos como a raiva e a frustração, podendo revelar-se prejudicial em futuras relações.

  • Dizer casualmente que o Pai Natal ou outra coisa em que elas acreditam não existe

Quando as crianças acreditam em algo, é importante respeitar isso e não revelar a verdade à sua frente casualmente. Se quiser mesmo contar-lhe a verdade por alguma razão, deve conversar séria e calmamente com elas para não as ferir.

  • Falar mal das pessoas

Se queremos transmitir o valor do respeito às crianças, devemos dar o exemplo, e isso implica não falar mal das outras pessoas.

  • Partilhar as preocupações

É normal ter preocupações quando se tem filhos, porque existem imensas responsabilidades, mas é importante não as passar para eles, para que possam viver a sua infância tranquilamente. Partilhar as preocupações com os filhos pode ter um impacto negativo nas emoções deles e deixá-los ansiosos, o que não é justo porque sendo crianças, têm o direito de viver despreocupadamente.

Não é fácil ser pai, e é muito natural cometer erros, porque ninguém consegue pensar em tudo e muito menos passa a ser perfeito só por ter filhos. Porém, é importante estar disposto a aprender e a melhorar pelo bem-estar das crianças.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais