Se tiver a oportunidade de ajudar alguém, ajude. Pode ser Deus a responder às orações dessa pessoa através de si

765

Alguma vez teve a possibilidade de ajudar alguém mas não o fez por sentimentos como inveja, raiva ou indiferença?

Na verdade, aquilo que não fazemos pode dizer tanto sobre nós como aquilo que fazemos, ou até mesmo mais.

De seguida, deixamos um texto de reflexão sobre este tema, adaptado de uma redação escrita por Luciano Cazz em Resiliência Mag:

“A oportunidade de ajudar alguém pode ser uma prova enviada pelo Universo.

Às vezes, precisamos muito de alguma coisa, mas o que cai nas nossas mãos é uma oportunidade para o outro.

Como estamos ansiosos pelo nosso triunfo, podemos ficar cabisbaixos, desmotivados e até irritados sem saber que esse é o teste que Deus nos enviou para que possamos realizar tudo o que tanto sonhamos.

Entretanto, algumas pessoas não conseguem. Sentem-se mal ou pobres ao agir de forma altruísta.

É o egoísmo infantil de quem não tem autoestima. Não admitem que o próximo tenha uma oportunidade que ainda elas próprias não tiveram.

São demasiado pequeninas para evitar que outras pessoas passem pelas dificuldades que estão passando.

Pelo contrário, “se eu não tenho, ela também não vai ter” é aquilo que pensam. Um tiro no pé de quem não faz a mínima ideia de que está a ser rigorosamente observado por Deus.

E, talvez, aquele simples gesto para com o outro pode mudar a sua vida. Tirá-lo do caos e da depressão.

Talvez, aquele momento em que você para tudo o que está a fazer porque tem a oportunidade de ajudar alguém que está numa batalha tão dura quanto a sua… talvez esse instante seja a chave que vai abrir as portas do universo para si.

Portanto, NUNCA desperdice a oportunidade de ajudar. Se você for um atacante que está a ser marcado e vir o seu colega livre para fazer o golo, passe a bola mesmo que ele o tenha insultado antes de entrar em campo, porque este exato momento foi construído por Deus para que você possa mostrar que ser digno vai para além de afetos e rancores.

Que os verdadeiros valores humanos estão acima de brigas e competições. Que jogar limpo é a escolha de pessoas de caráter, como você. Que fazer o melhor para o mundo é apelar ao universo para conspirar a seu favor.

Talvez o outro receba os louros daquele momento, talvez ele perca o golo. Talvez ele peça desculpa e lhe agradeça, talvez ele lhe vire a cara, mas você pode ter mudado a sua vida para sempre porque o seu compromisso não é com ele, mas sim com a existência. E, assim, também entenderá que, no fim de contas, é um bom ser humano, porque se sentirá em paz com a sua escolha.

Porque a vida não sorri para os mal-agradecidos nem para os egocêntricos.

A vida não facilita as coisas para as pessoas mesquinhas e teimosas, que não têm empatia pelo outro e desejam o mal.

A felicidade está de braços abertos para quem segue o fluxo do universo de Deus, que é de bondade, de amor e de perdão. Estes serão os exaltados, que terão a plenitude à sua espera, porque realmente entendem o sentido da vida e a existência da Terra.

Toda a oportunidade de auxiliar o próximo é um teste de Deus. Não reprove, porque irá repetir todos os problemas que insistem em atrasar a sua vida.

Por outro lado, ao ajudar, atrairá uma chuva de bênçãos para o seu destino. E cada coisa boa que cruzar o seu caminho, será Deus a dizer obrigado por tomar conta do mundo Dele, das vidas que criou e ama incondicionalmente.

Imagine alguém a fazer algo de bom pelo seu filho. É assim que Ele se sente quando você cuida do próximo.

E a gratidão do Criador faz milagres – não abra mão dessa dádiva por motivos insignificantes, pois ajudar sem ver a quem é a prece mais eficiente que podemos fazer a Deus.”

PARTILHE!

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais