Tempestade de areia colossal atinge o Níger – parece o apocalipse

990

Na passada segunda-feira, o Níger foi assolado por uma violenta tempestade de areia, que deixou o céu vermelho, num cenário quase apocalíptico.

Primeiro, tiveram de lidar com uma praga de gafanhotos, depois o Coronavírus e agora também uma assustadora tempestade de areia de dimensões gigantescas.

Pouco depois de a tempestade começar na capital de Niamey, a cidade ficou envolta numa nuvem de poeira escura e avermelhada.

Felizmente, apesar de intimidante, não provocou feridos nem mortes. Na verdade, as tempestades de areia são comuns no deserto do Saara, em especial nas zonas áridas da África Ocidental durante a estação seca, mas são fenómenos preocupantes.

Segundo uma investigação liderada por Daniel Neill, do Instituto de Infeção e Saúde Global da Universidade de Liverpool, os ventos fortes destas tempestades levam areia, outras pequenas partículas e bactérias ao trato respiratório e podem causar picos de doenças como a meningite.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais