Um engenheiro italiano consegue transformar as máscaras de mergulho da Decathlon em respiradores

2.953

O novo coronavírus tem deixado pessoas por todo o mundo alarmadas, e o facto de alguns países, como Itália, não terem equipamentos suficientes para todos os doentes tem contribuído para o pânico crescente.

Felizmente, no meio de todo o desespero, há quem consiga manter a calma e usar a sua engenhosidade, criatividade e inteligência para arranjar formas de dar resposta às necessidades.

O engenheiro italiano Cristian Fracassi é o exemplo perfeito disso: depois de ter imprimido válvulas 3D para ventiladores do hospital Chiari, conseguiu transformar máscaras de mergulho comuns em respiradores. As máscaras para snorkeling (“Easybreath” da Decathlon) são baratas e fáceis de encontrar.

Tal como a impressão de válvulas 3D, esta ideia partiu de uma simples intuição. O ex-chefe do hospital Gardone Val Trompia, Renato Favero, contactou Fracassi para propor a transformação.

Junto da equipa da sua empresa Isinnova, começou logo a trabalhar e conseguiu transformar uma máscara da Decathlon num respirador completo e muito útil, com uma válvula especial de conexão impressa em 3D.

Fracassi fez questão de fornecer uma patente gratuita das válvulas em causa, para que todos os hospitais possam comprar máscaras Decathlon e transformá-las facilmente em respiradores capazes de salvar muitas vidas.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais