Vendedor de picolé que sonha ser polícia ganha bolsa de estudos após ser gravado a estudar na rua

374

Renilson Nunes, um jovem brasileiro de 26 anos que trabalha como vendedor de picolés, foi gravado por um tenente da Polícia Militar a estudar na praça Deodoro, no Maranhão, entre uma e outra venda.

O tenente Arraes, de 36 anos, ficou muito comovido com a força de vontade de Renilson, que estava a estudar para entrar no concurso público da Polícia Militar.

Inicialmente, o tenente pensou que Renilson estivesse a olhar para um catálogo de picolés, mas ao aproximar-se descobriu que era material de estudo.

Foi um amigo de Renilson que lhe emprestou o material, e embora já estivesse muito deteriorado, o jovem não deixou de se esforçar para aprender o conteúdo.

Emocionado, o tenente comprometeu-se a pagar um curso preparatório a Renilson, para que ele pudesse preparar-se melhor para o difícil processo de seleção.

“Espero que ele aproveite, que saiba agarrar esta oportunidade e transforme o seu futuro”, disse o tenente, com esperança que Renilson venha a ser seu colega de profissão.

“Estou muito feliz pela oportunidade de poder preparar-me para este concurso com que tanto sonhei. Não esperava que isto acontecesse alguma vez na minha vida. Foi uma grande surpresa”, disse o jovem.

Parabéns pela determinação e perseverança e boa sorte, Renilson.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais