Viaje o máximo possível: o dinheiro pode voltar, o tempo e as emoções não

23.792

Todos nós temos sonhos – alguns, possíveis de realizar, outros talvez não. Porém, o mais importante é tentar, porque só assim podemos ter a certeza que não teremos arrependimentos.

Viajar é um dos sonhos mais comuns, mas grande parte das pessoas adia-o, seja por falta de tempo ou por medo de gastar muito dinheiro. Será que isso faz sentido? Será que é corretor privar-nos de uma experiência tão enriquecedora?

Não, pois viajar é viver, é desfrutar de forma plena de tudo o que o mundo tem para nos dar: a natureza, as culturas, a gastronomia, os costumes. Ficar parado num lugar a vida toda apenas para nos sentirmos confortáveis e seguros é uma atitude redutora e limitadora, que nos impede de crescer e evoluir.

Quando viajamos, ampliamos os nossos horizontes. Conhecemos mais do mundo e criamos memórias incríveis, que poderemos revisitar para sempre. Viajar é uma oportunidade única de viver e tornar-se uma pessoa melhor. Como se costuma dizer, é a única forma de gastar dinheiro que nos torna mais ricos.

Sim, é verdade que para viajar precisamos de dinheiro e de tempo, mas com algum planeamento e alguma poupança todos nós conseguimos. Abdicar de comer quase fora todos os dias ou comprar menos uma peça de roupa por mês são pequenos sacrifícios que vão permitir-lhe ter a aventura da sua vida.

O dinheiro que empregamos em experiências não é um gasto – é um investimento. Para além disso, o dinheiro pode sempre ser recuperado – a única coisa que não volta é o tempo, e é nosso dever aproveitá-lo.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Aceitar Ler Mais